Harmonização facial com radiofrequência traz resultados imediatos e eficientes

A radiofrequência é uma entrega de energia através do aquecimento, que vem sendo fortemente utilizado em procedimentos de harmonização facial. Durante o ICAD Brazil 2018, no auditório de Medicina Estética, esses resultados foram apresentados por Dra. Daniela Landim, dermatologista, que apresentou os benefícios e indicações deste tratamento.

 

Segundo ela, a radiofrequência pode tratar toda a derme e oferecer uma melhora de toda a face em geral. “O tratamento é muito bom para linhas finas e de toda a flacidez facial – principalmente na área de pálpebra e contorno mandibular”, explica.

 

Um dos diferenciais da radiofrequência é justamente o efeito de harmonização facial. O procedimento trata não apenas a região recomendada, mas a área como um todo. Isso porque a radiofrequência não precisa de alvo – sua distribuição é uniforme em tempo real. 

A especialista também afirma que os resultados já podem ser vistos de imediato. “Esse calor retido vai retificar a estrutura e produzir o colágeno imediatamente. Os demais resultados levam de 70 a 90 dias para serem percebidos”, diz.

 

Em sua palestra, Dra. Daniela Landim afirma que a radiofrequência mais indicada é a monopolar, por oferecer mais segurança ao tratar o paciente.
“Não há riscos de afetar a estrutura óssea, nem de passar pela região tireoidiana”, explica.

 

Um grande diferencial do procedimento é o resultado que ele proporciona. A especialista comenta que é possível obter até 42% de melhora nas
rugas finas e 33% na aparência global. Além disso, a radiofrequência também proporciona 92% de melhora subjetiva, após três meses de tratamento.

 

Para apresentar os resultados ao paciente, a dermatologista orienta fazer o registro fotográfico de qualidade, para que ele possa fazer o comparativo após o tratamento. “Como a radiofrequência trata a face como um todo, a foto é importante para que ele possa perceber toda a melhora no rosto”, diz.

 

Dra. Daniela finaliza com uma recomendação importante: é preciso lembrar o paciente, já na primeira consulta, de que é preciso seguir os 5 pilares do rejuvenescimento:

 

  • Proteção solar, seja tópico ou via oral;     
  • Uso de antioxidantes;
  • Renovação celular periódica;·        
  • Hidratação, onde a injetável vem sendo muito
    utilizada por trazer ótimos resultados;·        
  • Estímulo de colágeno.

 

O equipamento não é médico dependente e a indicação para a realização do procedimento é anual. Não há contraindicação nem área de risco,
exceto para pacientes com prótese metálica por conta de perda óssea no local de tratamento.  

 

A programação do auditório do ICAD Brazil 2018 vai até 25 de agosto. Além das palestras presenciais, o auditório de Medicina Estética também
terá transmissões ao vivo de procedimentos estéticos para elucidar os profissionais sobre os tratamentos abordados.

REDAÇÃO ICAD BRAZIL

23-08-2018